Redução de custos no supermercado

  • Home / Blog / Redução de custos…

Redução de custos no supermercado

Diminuir ou cortar custos sem onerar o consumidor é um enorme desafio, então, por onde começar?

1º passo – Planejamento do impacto em geração de receitas e criação de metas

Cada departamento precisa ter sua própria meta, pois existem os que estão trazendo bons retornos para a empresa, enquanto outros poderiam ter cortes maiores.

Você precisa entender a origem de cada natureza de despesa e o seu significado no orçamento.

A possibilidade de reduzi-la ou mesmo eliminá-la deverá ser realizada de forma consciente com o objetivo de ajudar a equilibrar o desempenho.

2º passo – análise e controle do estoque

Muito dinheiro é perdido com produtos vencidos e estragados, além dos gastos com armazenamento.

Controlar perdas, roubos, rupturas, trocas e desperdícios trazem um resultado muito relevante no final do mês, chegando a até dobrar a margem de lucro da loja.

Por isso, controlar os níveis de estoque é muito importante. Nós temos um post somente sobre isso aqui (https://izi.app/?s=estoque).

3º passo – Negociar com fornecedores

Negociar benefícios em descontos, troca de produtos obsoletos com a indústria ou até um reabastecimento diferenciado são formas de evitar prejuízos e reduzir seus gastos.

Uma das dicas é estabelecer uma comunicação efetiva com seus fornecedores, trabalhando em conjunto e aprendendo a tirar o melhor proveito de seus pontos fortes durante uma negociação.

Nós temos um post somente sobre isso aqui (https://izi.app/fornecedor-aprenda-a-negociar-eles/).

4º passo – Auditar as contas regularmente

Em geral, ela é executada por profissionais capacitados e especializados, visando identificar processos que geram ineficiência e prejuízo ao negócio por meio da análise de quanto gasta cada setor e verificar se esses gastos condizem com a realidade do negócio.

Cada um de seus setores — financeiro, vendas, marketing, logística e atendimento ao cliente, por exemplo — deve passar por uma auditoria completa para rastrear gastos buscando desperdícios e facilitar o corte de gastos seguro sem afetar a produtividade.

5º passo – Atenção às despesas recorrentes

Elas podem consumir um montante significativo para a manutenção do negócio e você sabe que precisa pagá-las periodicamente.
Nem todas essas despesas são negociáveis ou passíveis de uma redução simples, como aluguel e folha de pagamentos. Mas algumas delas, como energia, água, telefone, entre outras, podem ser reduzidas.

A adoção de políticas de economia de energia, otimização de equipamentos e investimentos em modernização de máquinas e de iluminação para novas tecnologias de baixo consumo pode ser uma excelente saída.

6º passo – Monitorar os resultados e adaptar ao longo do tempo.

Para ter certeza se as medidas têm dado certo e o quanto se tem economizado, é preciso monitorar os números e realizar avaliações periódicas para manter a gestão focada em o que investir para reduzir mais custos e obter melhores resultados.

As dicas acima valem para supermercados de todos os portes. O que importa é apenas a decisão de mudar, ou não, o olhar sobre a gestão.

Nosso compromisso é com o avanço do seu negócio por meio da tecnologia.

E aí, pronto para alavancar seu supermercado?

Abraço da IZI.

Compartilhe:
← Todos os posts