IZI logo
IZI logo
capa do post

BLACK FRIDAY

Todos os posts

A sexta-feira mais esperada pelos varejistas e pelos consumidores está quase aí e ofertas é que não faltam
no mês que é marcado por promoções.


O nome é Black-Friday (sexta-feira preta) por representar a sexta-feira seguinte ao Dia de Ação de Graças
(que sempre acontece na quarta quinta-feira de novembro), indicando o período em que as lojas saem da cor
da caneta vermelha nos registros contábeis, que representa a perda de lucro, e passam a utilizar a caneta
preta, resultado de altos lucros.

A Black Friday já é a segunda data mais importante do varejo, ficando atrás apenas do Natal, movimentando
R$ 3,2 bilhões em 2019, uma alta de 23,6% em relação à edição de 2018, quando as vendas somaram R$ 2,6
bilhões, de acordo com dados do Ebit. 

A expectativa do mercado é que em 2021, os resultados sejam ainda melhores.
A Black Friday, que neste ano acontecerá em 26 de novembro, é um momento muito aguardado pelos
consumidores que buscam pelos menores preços. Segundo o estudo “Black Friday 2021”, realizado pela
unidade de pesquisa da área de publicidade do UOL, 92% brasileiros pesquisam com até dois meses de
antecedência por preços de serviços e produtos antes de fazer compras na data, sendo que esta
antecedência chega a ser de dois meses ou mais em 57% dos casos e um mês para 21% dos consumidores.

O estudo também analisou que além do preço, os principais fatores que influenciam uma compra online são:
valor do frete ou frete grátis (55%), prazo de entrega (29%), credibilidade ou segurança ou site ou aplicativo
(27%), cashback (25%) e facilidade no pagamento (24%). Neste cenário, as categorias mais procuradas pelos
consumidores são: smartphones (46%), eletrônicos (43%), eletrodomésticos e informática (ambos com 35%
das intenções de compra).

Com a flexibilização das regras de isolamento, a pesquisa ainda apontou um
aumento de 4% na intenção de compra de viagens, passagens e hospedagens na Black Friday deste ano em
relação ao ano anterior.

O levantamento entrevistou 800 pessoas de todo o Brasil, de diferentes classes sociais (A, B e C),
considerando uma divisão demográfica representativa, por meio de um questionário online na plataforma
MindMiners, entre os dias 10 e 14 de junho.
É interessante perceber que a data movimenta todos os setores do varejo, sejam empresas de produtos ou
serviços que aproveitam o momento para elevar os lucros e, consequentemente, ganhar mais audiência para
os negócios.

Além disso, uma pesquisa da BigDataCorp mostrou que o desconto médio foi de 51,36% em 2020, também
maior que o registrado em 2019, quando chegou a 42,59%.

Ficou interessado em utilizar a Black Friday no seu supermercado?
No próximo artigo, vamos trazer formatos, vantagens e dificuldades da implementação dessa data que pode
ajudar a alavancar as suas vendas!

Abraço da Izi.

Todos os posts

Compartilhe


Tags